II Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (II ReACT)

IIReACT

Dedicada a estudos dos saberes e das práticas científicas e tecnológicas contemporâneas, pregressas e futuras, próprias ou alheias, mediante pesquisas etnograficamente informadas e em diálogo com diferentes tradições antropológicas, a Antropologia da Ciência e da Tecnologia é uma das especialidades da Antropologia que tem apresentado um dos crescimentos mais significativos nos últimos anos. Assim, uma primeira edição da Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (ReACT) ocorreu em setembro de 2007 no IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro. Realizada pelo GEACT, que a nomeou, a I ReACT contou com a presença de vários antropólogos brasileiros, além de historiadores e outros cientistas sociais atuantes no país. Com intenção de tornar as Reuniões de Antropologia da Ciência e da Tecnologia atividades bienais de caráter itinerante, estamos propondo esta II ReACT. Realizada na UFMG pelo LACS, pelo PPGAN e pela FAFICH, a II ReACT pretende ter um caráter eminentemente plural e manter um compromisso explícito com a heterogeneidade das abordagens em curso; pretende também, e simultaneamente, buscar pontos de passagem ou de conexão entre estas abordagens, explorando particularmente os que dizem respeito ao lugar das pesquisas etnográficas e ao lugar das teorias antropológicas na discussão do tema em torno do qual as ReACTs se articulam. Ancorados na experiência bem sucedida da antropologia brasileira e em sua vocação para absorver, reformular e transformar tendências teóricas provenientes de outras escolas, ao mesmo tempo em que cria as suas próprias, com a realização da II ReACT acreditamos ser possível contribuir para a refiguração dos estudos sociais da ciência e da tecnologia tal como vêm sendo desenvolvidos no Brasil e no exterior por profissionais oriundos de outras especialidades, bem como contribuir para o desenvolvimento da antropologia que no país se faz.

________________________________________

Dia 19

Inscrições dos participantes9h30 a 16h – Saguão do Auditório Sônia Viegas

Sessão de abertura 16h a 16h30 – Auditório Sônia Viegas

Conferência A 16h30 a 18h15 – Auditório Sônia Viegas

  • Faire science ailleurs : ethnologie d’un laboratoire japonais (Fazer ciência alhures: etnologia de um laboratório japonês) – Sophie Houdart (Paris X/CNRS)

________________________________________

Dia 20

Mesa 1: Tecnociência e sociedade – 9h30 a 12h – Auditório Sônia Viegas

  • O Manifesto Humano: abelhas, “strings” e linguagem – Rodrigo Ribeiro (Engenharia/UFMG)
  • Movendo fronteiras – da política à antropologia das ciências e das tecnologias: a respeitabilidade de versões de realidade em disputa no combate à desnutrição infantil no Brasil – Ivan da Costa Marques (COOPE/UFRJ)
  • Três paradigmas das tecnociências – aspectos antropológicos – Ivan Domingues (Filosofia/UFMG)

Mesa 2: O dado, a crença e as linhagens de antropólogos – 14h a 16h30 – Auditório Sônia Viegas

  • A construção do dado: empresa científica e a construção do dado racial em finais do século XIX no Brasil – Lilia Schwartz (PPGAS/USP)
  • A crença dos modernos: da ciência da religião à constituição da sociedade – Emerson Giumbelli (PPGSA/UFRJ)
  • Três comentários cândidos sobre a antropologia da ciência – Mariza Peirano (PPGAS/UnB)

Conferência B – 17h a 18h45 – Auditório Sônia Viegas

  • Físico também é gente – Ennio Candotti (UEA e SBPC)

________________________________________

Dia 21

ST1: Inovações e modelagens sociotécnicas I – 9h30 a 12h – Auditório Baesse

  • Entes inclassificáveis: Las Casas, Sepúlveda e o debate de Valladolid – Rafael A. Almeida (UFMG – Mestrando em Sociologia)
  • Terapêutica antroposófica, vitalismo e medicina – Messias Basques (UFSCar – Mestrando em Antropologia)
  • A semelhança multiplicada: tecnologias para saúde e estética em pet shops e clínicas veterinárias – Jean Segata (UFSC – Doutorando em Antropologia)
  • Matemática, ciência ou ferramenta? Discussões sobre a matemática a partir da experiência das Olimpíadas de Matemática – Gicele Sucupira (UFRGS – Mestranda em Antropologia)

ST2: Controvérsias sociotécnicas I – 9h30 a 12h – Auditório Bicalho

  • Rádios Livres: uma controvérsia no ar – Flora R. Gonçalves (UFMG – Mestranda em Antropologia – LACS)
  • Discordâncias em torno da radioatividade: imagística sexual e controvérsias científicas entre “os Curie” e seus desdobramentos – Gabriel Pugliese (USP – Mestrando em Antropologia)
  • “Se meus neutrófilos são baixos, eu também tenho um pé na cozinha?”: usos políticos da tecnologia de medição de leucócitos na articulação de idéias sobre diferença “racial” – Elena C. González (UFBA – Bolsista PRODOC do PPGCS)
  • Relações entre ciência e políticas de identidade no Brasil contemporâneo – Carolina C. Rodrigues (UNICAMP – Doutorado em Ciências Sociais)

Mesa 3: Agência dos objetos: antropomorfismo ou miriateismo? – 14h a 16h30 – Auditório Sônia Viegas

  • Pequena reflexão afro-brasileira sobre os fetiches – Marcio Goldman (PPGAS/MN/UFRJ)
  • Quando o carro “pede marcha”: reflexões em torno da querença dos objetos – Pedro P. Ferreira (CTeMe/Unicamp– II ReACT)
  • Uso de drogas e micropolíticas da possessão: notas sobre alienação (e sociedade) – Eduardo V. Vargas (PPGAN-LACS/UFMG – II ReACT)

Mesa 4: Etnologia das ciências: cosmologias alteríndias – 17h a 19h30 – Auditório Sônia Viegas

  • Entrando em órbita: repensando a agência antropológica e o posicionamento de seus satélites – Guilherme José da Silva e Sá (PPGAS/UnB– II ReACT)
  • Imagens e olhares: questões cruzadas em torno da autoria, cópia e pertencimento – Silvia Pellegrino (PPGAS/USP)
  • Recintos e evolução – Stelio A. Marras (PPGAS/USP– II ReACT)

________________________________________

Dia 22

ST3: Inovações e modelagens sociotécnicas II – 9h30 a 12h – Auditório Baesse

  • A epidemia de cólera-morbus em Pernambuco em meados do século XIX: a construção de práticas e saberes médico-sanitários no combate à doença – Luciana dos Santos (USP – Doutoranda em Antropologia)
  • Notas sobre equívocos cruzados em um Distrito Sanitário Especial Indígena – Camila B.P. de Caux (MN/UFRJ – Mestranda em Antropologia – LACS/UFMG)
  • Quando a abertura de caixas-pretas é êmica: distensões e fricções de Natureza e Cultura em um laboratório de neurociências – Marcos C. Carvalho (IMS/UERJ – Mestrando em Saúde Coletiva)
  • O debate em torno da ética em pesquisa biomédica: parentesco científico e rede sociotécnica – Rui Harayama (UFMG – Mestrando em Antropologia – LACS/UFMG)

ST4: Controvérsias sociotécnicas II – 9h30 a 12h – Auditório Bicalho

  • O lugar do sensível nas práticas de classificação botânica – Joana Cabral de Oliveira (USP – Doutoranda em Antropologia)
  • Uma turbamulta de baleias incertas, fugidias e semifabulosas: notas de uma praxiografia – Orlando Calheiros (MN/UFRJ – Doutorando em Antropologia)
  • Aquecimento Global e Elaboração de Políticas Públicas: Abordando o Problema sob a perspectiva da “Terceira Onda de Estudos Sociais da Ciência” – Tiago R. Duarte (UK Cardiff – Doutorando em Sociologia)
  • Antropologia da ciência e da técnica no Brasil – Carlos E. Sautchuk (PPGAS/UnB)

Mesa 5: Culturas científicas e outras culturas 14h a 16h30 – Auditório Sônia Viegas

  • Cultura científica: um exame a partir de algumas de suas variantes históricas – Bernardo Jefferson de Oliveira (FAE/UFMG)
  • Museus de história natural em duas câmeras – Jayme M. Aranha Filho (PPGSA/UFRJ)
  • Algumas reflexões sobre equívocos entre médicos, o Estado e os Yanomami do Alto Orinoco, Venezuela – José A. Kelly (PPGAS/MN/UFRJ)

Conferência C – 17h a 18h30 – Auditório Sônia Viegas

  • The Geoid as Transitional Object (O geóide como objeto transicional) – Michael Fischer (MIT, USA)

Sessão de encerramento – 18h30 – Auditório Sônia Viegas
________________________________________

Comentários desativados em II Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (II ReACT)

Arquivado em Uncategorized

Os comentários estão desativados.