Educação e Sociedade (2S2017)

Instituição: Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Curso: Graduação em Ciências Sociais.
Ano letivo: 2017.
Período: 2º.
Disciplina: HZ359-A – Educação e Sociedade
Aulas: Sexta-feira das 8h às 12h – Sala CB09.
Carga horária total: 120h.
Créditos: 8.
Monitoria:.

PROGRAMA
A disciplina consistirá em debates e atividades envolvendo temas ligados aos aspectos sociais e sociológicos da educação formal e da não formal, assim como de aspectos políticos, cognitivos e técnicos do aprendizado. Esses debates e atividades serão realizados à luz de leituras selecionadas, e com a presença de pesquisadores convidados que trabalhem com os temas abordados. O objetivo da disciplina será estimular a reflexão, por parte do estudante, sobre três pontos principais: (1) a educação em geral, em que ela consiste e como lidar com o tema como professor e como sociólogo (aulas 2 e 3); (2) a educação nas instituições escolares, suas especificidades e problemas (aulas 4 a 8); (3) a participação das tecnologias da informação e da comunicação na prática educacional (aulas 9 a 13).

PLANO DE DESENVOLVIMENTO
A disciplina se iniciará com um debate sobre a educação em geral, entendida como parte de um processo mais amplo não apenas de socialização em grupos específicos, mas também de criação e invenção de novas mediações (técnicas, corporais, cognitivas) em processos de associação. A importância, assim como os limites, do esforço para institucionalizar e mensurar esse processo, serão debatidos.

As instituições escolares serão abordadas em seguida, com debates em torno de suas especificidades e problemas. O que muda no processo criativo de socialização que chamamos de “educação” quando ele se institucionaliza? O que acontece com essa instituição ao longo da história? Quais são suas especificidades e problemas atuais para nós, sociólogos brasileiros em 2017?

Como desenvolvimento dos debates anteriores, a agência específica das mediações técnicas (da arquitetura física da escola às tecnologias da informação) será debatida a partir de casos concretos, mas também à luz de leituras selecionadas.

As últimas duas aulas consistirão na apresentação presencial, em sala de aula, dos trabalhos finais dos estudantes.

AVALIAÇÃO
Existem 3 itens de avaliação nesta disciplina:

(1) Presença em sala de aula: Registro de presença em sala de aula. Estudantes com mais de 4 faltas serão reprovados.

(2) Fichamento: Cada estudante deverá entregar, via MOODLE, até o dia 01/12, um fichamento de algum texto da bibliografia complementar. Esta é uma atividade obrigatória da disciplina. Estudantes que não entregarem nenhum fichamento terão 1 (um) ponto descontado da sua Média Final.

(3) Apresentação de trabalho final: Cada estudante deverá realizar uma apresentação presencial, em sala de aula, ao final do semestre. Esta apresentação deverá ter relação com o conteúdo da disciplina, e poderá ser realizada em qualquer formato possível. Tanto o tema quanto o formato da apresentação deverão ser acordados previamente com o professor.

A Média Final de cada estudante corresponderá, assim, à sua nota na (3) Apresentação de trabalho final, que poderá ser diminuída em 1 (um) ponto no caso de estudantes que não entregarem nenhum (2) Fichamento.

EXAME: Caso algum estudante não obtenha média final suficiente para aprovação (i.e.: 5, cinco), poderá solicitar um exame para tentar melhorar sua nota (é de responsabilidade do estudante a iniciativa de solicitar esse exame).

SOBRE PLÁGIO: Plágio consiste na cópia de texto escrito por outrem sem indicação clara e citação da fonte original. A realização de plágio (total ou parcial) por parte do estudante em qualquer trabalho apresentado resultará na obtenção de nota zero.

SOBRE FALTAS: Seguindo a regulação da DAC, será reprovado o estudante que exceder o limite máximo de 4 faltas (25% da carga horária). A presença em sala de aula será registrada pelo próprio estudante (com nome e RA) em lista disponibilizada durante cada aula. A não assinatura da lista em qualquer aula resultará no registro de falta. A assinatura por outra pessoa que não o próprio estudante resultará em falta. Cabe ao estudante certificar-se de que assinou a lista de presença em todas as aulas presenciadas (ou seja: não serão abonadas faltas devidas ao “esquecimento” de assinar a lista de presença). Só serão abonadas faltas justificadas diretamente ao professor responsável e com apresentação de documentação comprobatória ou atestado.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA
DELEUZE, Gilles.

    2006. Instintos e instituições. In: A ilha deserta e outros textos. (trad. Hélio R. Cardoso Júnior) São Paulo: Iluminuras, pp.29-32. [1955].

DURKHEIM, Émile.
2011. Educação e sociologia. (Trad. Stephania Matousek) Petrópolis: Vozes. [1922]

HOOKS, bell.

    2013. Ensinando a transgredir: a educação como prática de liberdade. (trad. Marcelo B. Cipolla) São Paulo: Martins Fontes. [1994]

, .

    . . .

, .

    . . .

, .

    . . .

, .

    . . .

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
, .

    . . .

, .

    . . .

, .

    . . .

, .

    . . .

CRONOGRAMA
AULA 01 – Dia 04/08: Apresentação: Apresentação da disciplina, do professor e dos estudantes.

AULA 02 – Dia 11/08: Educação: O que é a “educação”? Em que consiste? Como funciona? O que ela tem a ver com outras noções como “aprendizado”, “ensino”, “formação”? Tentativa de construção de uma concepção provisória, mas operante, de “prática educativa”.

AULA 03 – Dia 18/08: Educação: Debate, à luz de Abbott (xxxx), Durkheim (DTS; Educação), Pitirim (xxxx), Latour (Redes que a razão desconhece, Tardes idea of quantification), Bateson (numbers e quantity) Foucault e Deleuze (intelectuais…), sobre as possibilidades e os limites da mensuração dos processos humanos e sociais, e sobre como isso participa da prática educativa, em especial quando institucionalizada.

AULA 04 – Dia 25/08: Instituição escolar: Debate, à luz de XXX (Deleuze, Florestan, ), sobre a gênese e o funcionamento da instituição escolar, com o objetivo de mapear suas especificidades e, assim, situar os problemas que ela oferece à prática educativa, desdobrando as suas implicações mais amplas.

AULA 05 – Dia 01/09: Instituição escolar: Exploração – com o apoio de (Freire) – de experiências educacionais concretas (em escolas ou em outros espaços formativos) que ofereçam: (1) alternativas e soluções aos problemas que a instituição escolar apresenta à atividade educativa; ou (2) novas concepções e possibilidades de educação.

AULA 06 – Dia 15/09: Micropolítica educacional: Debate, à luz de Deleuze e Guattari XEtnomedotologiaXXXXX, sobre a atividade educativa como ação política, em especial como desempenho situado e ativo de estruturas interacionais nas quais diferentes tipos de poder são desigualmente distribuídos.

AULA 07 – Dia 22/09: Cursinhos Dandara dos Palmares e Vila Soma: práticas educativas que transformam a sociedade ao redistribuir as oportunidades de aprendizado e formação..

AULA 08 – Dia 29/09: Aprendizado: Debate, à luz de Vygotsky (xxxx), Bateson (xxxx) XXXX, sobre os aspectos sociais do processo de aprendizado, considerando, entre outras coisas: os diferentes sentidos sociais de “aprendizado”; as influências e efeitos propiciadores e inibidores do meio social no processo de aprendizado; os efeitos do aprendizado nos meios sociais em que ele é promovido.

AULA 09 – Dia 06/10: A Casa dos Meninos: O pesquisador Guilherme F. Paciornik apresentará aspectos de sua pesquisa de mestrado na Casa dos Meninos.

AULA 10 – Dia 20/10: Paulo Freire e Gilbert Simondon: O pesquisador Stefano S. Amâncio apresentará sua leitura das relações entre as concepções freireana e simondoniana de prática libertária e desalienação.

AULA 11 – Dia 27/10: Tecnologia: Debate, à luz de Simondon (xxxx) XXXXXX, sobre algumas especificidades das mediações técnicas e de seus efeitos sobre os processos educativos.

AULA 12 – Dia 10/11: Arduino na Escola: O pesquisador Stefano S. Amâncio apresentará aspectos do uso educativo do Arduino. Poderemos realizar experimentos concretos com um Arduino em sala de aula.

AULA 13 – Dia 17/11: Arduino na Escola: O pesquisador Stefano S. Amâncio continuará sua apresentação sobre o uso educativo do Arduino. Projetos iniciados na aula anterior poderão ser concluídos ou encaminhados, e uma avaliação coletiva sobre a atividade deverá ser realizada.

AULA 14 – Dia 24/11: Apresentações e debates finais (a ser definido).

AULA 15 – Dia 01/12: Apresentações e debates finais (a ser definido).

03/07 a 18/07 – Prazo para entrada de Médias e Frequências do 1º período letivo de 2017..