Processos tecnicamente mediados de associação como objeto e método para as Ciências Sociais

Instituição: Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Evento: Semana de Ciências Sociais (SemanaCS 2013 – IFCH/Unicamp).
Período: 8 e 9 de outubro de 2013.
Carga horária total: 10h.
Local: Auditório II do IFCH.
Responsáveis: Pedro P. Ferreira (DS/IFCH/Unicamp), Stefano S. Amancio (PPGS/IFCH/Unicamp) e Rainer M. Brito (PPGAS/UFSCar)

:::::::::::::::::::: RESUMO :.
Este minicurso propõe apresentar as linhas gerais de uma teoria-prática sociológica baseada em certas especificidades da mediação técnica, a saber: o registro metódico e automático das ações tecnicamente mediadas. O objetivo do minicurso é apresentar ao aluno de graduação duas dimensões distintas, mas interligadas, da mediação técnica na Teoria Ator-Rede (TAR) de Bruno Latour: como objeto de investigação e como método investigativo. Isso será feito em duas sessões com duração de 3 horas cada.

:::::::::::::::::::: OBJETIVO :.
O objetivo geral do minicurso é apresentar ao aluno de graduação duas dimensões distintas, mas interligadas, da mediação técnica na Teoria Ator-Rede (TAR) de Bruno Latour: como objeto de investigação e como método investigativo. Isso será feito em duas sessões que terão como objetivos específicos: (1) a familiarização com uma certa perspectiva reticular-associativa e com uma atitude de pesquisa baseada nas especificidades metódicas e objetivantes da mediação técnica; e (2) evidenciar, por meio de casos empíricos, as vantagens, para as Ciências Sociais, das especificidades da mediação técnica no estudo dos processos de associação.

:::::::::::::::::::: DINÂMICA :.
O minicurso terá duas sessões de 3 horas cada: (1) apresentação e discussão teórica do tema; e (2) casos empíricos. Ambas as sessões serão de natureza expositiva, fazendo uso de recursos audiovisuais.

    1a Sessão: apresentação e discussão teórica do tema. Aqui pretendemos apresentar os princípios gerais da teoria ator-rede como proposta por Latour, abordando também sua herança filosófico-sociológica (Whitehead, Simondon, Deleuze e Guattari, Tarde, Garfinkel etc.) e sua prática de pesquisa na sócio-antropologia das ciência e da tecnologia. Serão apresentados avanços nas noções de objetividade e metodologia a partir da ressonância entre a releitura latouriana de Garfinkel (propondo estender a etnometodologia aos não-humanos) e a releitura garfinkeliana de Durkheim (na qual a “realidade objetiva dos fatos sociais” é entendida como o “fenômeno fundamental” da sociologia). Será apresentada também a ideia de “processo de associação”, desde sua formulação durkheimiana-tardiana no final do século XIX até a sua axiomatização pela teoria ator-rede de Latour nos anos 1990. O objetivo desta primeira sessão é a familiarização com uma certa perspectiva reticular-associativa e com uma atitude de pesquisa baseada nas especificidades metódicas e objetivantes da mediação técnica, desde as técnicas corporais até os sistemas inteligentes, passando por máquinas, mecanismos simples, ferramentas e instrumentos.
    2a Sessão: casos empíricos. Com o objetivo de evidenciar as especificidades da mediação técnica no estudo dos processos de associação, serão apresentados cinco casos empíricos de processos tecnicamente mediados de associação. Dentre aqueles que são de interesse do LaSPA-CTeMe e que podem ser abordados estão: a prática do skate; a música eletrônica de pista; a mineração de dados; o microprocessador; a viola; a produção laboratorial de fatos científicos; patentes, propriedade intelectual e capitalismo cognitivo; sistemas de transporte e comunicação; e outros. Ao mesmo tempo em que desempenham o social ao lado de outras, as mediações técnicas registram metodicamente esse desempenho, contribuindo tanto para um adensamento reticular do próprio processo quanto para o avanço de sua análise científica.

:::::::::::::::::::: BIBLIOGRAFIA SUGERIDA :.

DURKHEIM, Émile. 2002. Les règles de la méthode sociologique. Chicoutimi: Les Classiques des Sciences Sociales. [1894]

FERREIRA, Pedro P. 2010. Por uma definição dos processos tecnicamente mediados de associação. Revista Brasileira de Ciência, Tecnologia e Sociedade 1(2):58-75.

GELL, Alfred. 1998. Art and agency: an anthropological theory. Oxford: Clarendon Press.

JOHNSON, Jim. 1988. Mixing humans and nonhumans together: the sociology of a door-closer. Social Problems 35(3):298-310.

LATOUR, Bruno. 1994. On technical mediation: Philosophy, Sociology, Genealogy. Common Knowledge 3(2):29-64.
__________. 1992. Where are the missing masses? The sociology of a few mundane artifacts. In: Wiebe E. Bijker; John Law (eds.). Shaping technology/building society: studies in sociotechnical change. Cambridge: The MIT Press, pp.225-58.
__________. 2005. Reassembling the social: an introduction to actor-network theory. Oxford: Oxford University Press.

SIMONDON, Gilbert. 2008. Du mode d’existence des objets techniques. Paris: Aubier-Montaigne. [1958]

TARDE, Gabriel. 2007. Monadologia e Sociologia e outros ensaios. (trad. Paulo Neves) São Paulo: Cosac & Naify.

:::::::::::::::::::: CRONOGRAMA:.

SESSÃO 01 – Dia 08/10 – 8h30-12h: apresentação e discussão teórica do tema.

SESSÃO 02 – Dia 09/10 – 8h30-12h: casos empíricos.

2 Respostas para “Processos tecnicamente mediados de associação como objeto e método para as Ciências Sociais

  1. Pingback: Minicurso sobre ProTeMAs na SemanaCS2013 (IFCH/Unicamp) | Pedro P. Ferreira

  2. Rafael

    quando será ao certo, por favor, e em qual sala?

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s